ÚLTIMAS

Vivendo nas ruas de Feira, cidadão comemora convite para voltar a sua terra, no dia do aniversário


Foto: Washington Nery/Secom

Secom


O  aniversário de 49 anos do mineiro Álvaro Leôncio de Freitas Reis, comemorado na quinta-feira, 11, vai ficar marcado como o dia em que  deu uma guinada em sua vida. Vai deixar a condição de morador em situação de rua nesta cidade para retornar a sua terra natal, Belo Horizonte. A boa nova chegou até ele através da Prefeitura de Feira de Santana, que realiza neste inverno rigoroso uma ação emergencial muito importante, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social.


O prefeito Colbert Martins orientou o secretário Pablo Roberto a realizar este trabalho, durante o rigoroso inverno feirense. O trabalho consiste na atuação uma equipe técnica especializada da Proteção Social Básica do Município, que vai às ruas para abordar cidadãos em situação de extrema vulnerabilidade, levando solidariedade e oferecendo abrigo do frio e da chuva.  O grupo percorre diversos pontos da cidade onde essas pessoas  costumam se reunir para passar a noite.


Desolado e deitado ao relento aos pés da imagem de Padre Ovídio, na praça que leva o mesmo nome, ao lado da imponente igreja de Senhora Santana, Leôncio foi encontrado tendo como companhia uma garrafinha de cachaça. Observando a imensidão do céu, buscava uma resposta para seus problemas enquanto imaginava a longa noite que teria que encarar pela frente, debaixo de chuva e muito frio.


Estava terminando ali apenas mais um dia, dentre tantos nos últimos sete meses, desde que chegou a Feira de Santana para tentar a sorte grande, mas nunca se "encontrou" com ela. Tudo seria rotina para Leôncio naquela noite bastante fria, não fosse um convite muito especial que lhe bateu à porta, ou melhor, à rua onde ele “celebraria” as últimas horas do seu aniversário.  


Em meio às preces, clamando silenciosamente por socorro, enquanto se preparava para dormir na calçada, aquecido apenas por trapos de lençol e goles de pinga, abriu os olhos, sem acreditar no chamado para que fosse passar a noite protegido e agasalhado, em um abrigo da Prefeitura. 


Não sabia ele, entretanto, que as mudanças positivas em sua vida estavam apenas começando. O secretário, que acompanhava pessoalmente a ação, lhe propôs retornar para a capital mineira, de onde veio percorrendo várias cidades até chegar em Feira. Não hesitou em aceitá-la e comemorou muito a possibilidade de voltar a conviver ao lado de seus parentes.


"Hoje vou tomar banho, dormir e me arrumar no abrigo, como há muito não faço. Voltar  para casa sempre foi meu desejo, mas não tinha dinheiro para a viagem", afirmou, aliviado, enquanto jogava o tubo de cachaça e trapos fora. Em desabafo de alegria, considerou o convite a realização de um sonho. "Hoje é meu aniversário e é o melhor presente de minha vida".


Apenas duas pessoas, entre dezenas, aceitaram convite



Foto: Washington Nery/Secom


É uma oferta e não imposição, o abrigo e acolhimento de cidadãos que vivem nas ruas na fria noite feirense, pela Prefeitura Municipal através da Secretaria de Desenvolvimento Social. Surpreendeu a decisão da maioria, na última quinta-feira, de não atender ao convite para sair do relento e ir dormir agasalhado em um abrigo.


Em um universo de dezenas de pessoas abordadas, apenas duas pessoas aceitaram o convite dos técnicos especializados da Proteção Social Básica.


O trabalho foi feito nas praças Monsenhor Renato Galvão, Padre Ovídio e da Bandeira, Praça de Alimentação Gilson Macedo e ao longo da avenida Presidente Dutra. Nesta última localidade onde se concentra o maior número de pessoas dormindo nas calçadas.


Além do aniversariante da noite, Álvaro Leôncio, aceitou a proposta de passar a noite em um abrigo municipal o carioca Washington de Moraes Vieira, 57 anos, dos quais dois vivendo em situação de rua em Feira de Santana. Distante de filhos e familiares no Rio de Janeiro, ele  embarca nos próximos dias para aquela cidade, inserido no Programa Social de Fortalecimento de Vínculos Familiares promovido pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho. 


Objetivo da ação é acolher e evitar doenças


O secretário de Desenvolvimento Social do Município, Pablo Roberto, coordenou pessoalmente o trabalho na quinta-feira, 11, de abordagem a moradores de rua pelos técnicos da Proteção Social Básica. Ele disse que a Prefeitura faz uma ação solidária para evitar que cidadãos possam contrair doenças e sofrer consequências graves ao enfrentar a chuva e o frio.


“Neste período chuvoso e de intenso frio, a situação é preocupante diante dos problemas que as pessoas em situação de rua enfrentam. Justamente por isso estamos buscando amenizar este quadro social grave que ocorre em todos os grandes centros urbanos do país, garantindo a acessibilidade aos abrigos do Governo Municipal", informou.

Nenhum comentário