ÚLTIMAS

Bolsonaro diz que acabará com radares móveis na próxima semana


Foto: Arquivo/O Globo


Bolsonaro anunciou na segunda-feira (12), durante a inauguração das obras de duplicação da rodovia BR-116 em Pelotas, no Rio Grande do Sul, que a partir da próxima semana o Brasil não terá mais radares móveis. “É uma roubalheira, essa é a verdadeira indústria da multa que existe no Brasil”, disse o presidente.


“Deixar bem claro, não são apenas palavras. Estou com uma briga juntamente com o Tarcísio [Freitas, ministro da Infraestrutura] na Justiça, para acabarmos com os pardais no Brasil. Essa máfia de multas, que vai para o bolso de alguns poucos nessa nação. É uma roubalheira, essa é a verdadeira indústria da multa que existe no Brasil. Anuncio para vocês que, a partir da semana que vem, não teremos mais radares móveis no Brasil. Essa covardia de ficar num descidão, no final de um retão alguém atrás de uma árvore para multar vocês não existirá mais”, afirmou.


Perguntado sobre como pretende colocar a medida em prática, Bolsonaro disse que "é só determinar à PRF que não use mais", referindo-se à Polícia Rodoviária que atua nas estradas federais e está sob o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Nas demais estradas, os aparelhos estão sob responsabilidade de estados e municípios.


"O radar é decisão minha, Presidente da República. É só determinar a PRF que não use mais e ponto final. Se alguém me provar que esse trabalho é bom, eu posso voltar atrás, mas todas as informações que eu tenho, inclusive dos caminhoneiros que botam na conta final do que você vai comprar no mercado o preço do trajeto que ele faz pra entregar a mercadoria, abusaram do sistema eletrônico de controle de velocidade no Brasil, virou caça-níquel", afirmou.

Nenhum comentário