Vereador Edvaldo Lima afirma estar sofrendo perseguição religiosa

Em pronunciamento, na sessão ordinária de quarta-feira (9), o vereador Edvaldo Lima (PP) mostrou dois processos judiciais que recebeu na terça-feira (8) e declarou estar sofrendo perseguição religiosa.

O parlamentar afirmou que esta situação representa uma grande perseguição aos evangélicos e cristãos deste município, estado e país. E declarou “não tem outra explicação: perseguição religiosa”. Edvaldo Lima ainda mencionou que está “muito tranquilo, porque a Constituição Federal, em seu artigo 5º, me deixa muito tranquilo quanto a expressão. A maior conquista de um povo é a liberdade de expressão, e a Constituição me dá este direito”.

Em aparte, a vereadora Neinha (PDT), defendeu o edil e explicou que a tribuna permite a livre expressão dos vereadores, e destacou “nada mais justo do que a gente aprendeu: conhecer a verdade e a verdade libertará. E, às vezes, essa verdade vai doer em muitos”.

As informações são da Ascom Câmara

PUBLICIDADE